Labmetro
:

Manter a Qualidade em tempos de crise é mais do que necessário!

Estamos enfrentando tempos difíceis. Disso não há dúvida. E não adianta falar em crise mundial, a crise é aqui! Uma política econômica recessiva, um capitalismo que restringe o consumo ameaçando parar a máquina de nossa economia e uma queda de braço entre governo e empresas para ver quem cede primeiro.

Neste quadro, as empresas se veem forçadas a rever planos e metas para o ano, inclusive de investimentos. Nesta fase os custos começam a ser revistos, especialmente os custos produtivos.

E é nesta fase também que muitas empresas começam a reduzir os custos com qualidade. Uma prática equivocada de vários pontos de vista:

- Qualidade não deve ser considerada um custo. De forma alguma. É e sempre foi um investimento. Especialmente se considerarmos o custo do retrabalho ou até mesmo dos famigerados 'Recalls', que chegam a custar milhões para as empresas;

- Dependendo do ramo de atuação, essa redução pode causar riscos diretos e indiretos ao consumidor. Contaminação, acidentes e até mortes já foram causadas por conta de reduções na qualidade dos produtos e processos. Recentemente a GM americana admitiu cerca de 80 mortes por falha na ignição, que causava o desligamento do veículo e, consequentemente, dos sistemas de segurança como os air bags;

- Alguns ramos de atuação produzem ou importam os chamados 'compulsórios', itens que são passíveis de alguma aprovação de modelo e consequentemente atendem a alguma regulamentação federal. A redução da qualidade, além do impacto nos produtos, pode levar a multas e sanções pesadas, resultando em um prejuízo maior ainda!;

- Pode haver um desgaste da marca em relação aos seus consumidores. Se na época da crise, a qualidade dos produtos cai, aumenta a probabilidade desta empresa não conseguir se recuperar a longo prazo;

Poderíamos falar horas a fio sobre as desvantagens de reduzir a qualidade de seu produto ou serviço, mas a grande verdade é que é um baita tiro no pé. As pessoas acham que é como dar um passo atrás para dar dois à frente. Porém o passo atrás neste caso pode levar você e sua empresa pra um buraco bem fundo. E pode não haver saída...

 

Rafael Zanuto - Gerente da Qualidade

Consultor de Sistemas de Gestão da Qualidade baseados nas normas NBR ISO-9001 e NBR ISO/IEC 17025.


Categoria: Artigo

Publicado em: